domingo, 14 de agosto de 2011

Sombra da vida

Há anos fiz do salmo 23 minha oração e louvor. Minha chegada e partida. Minha pergunta e resposta.
Hoje, enquanto estou terminando a leitura de uma Peça Exordial, e hoje, por ser um dia demasiado difícil para mim, substituo meu pedido de que Ele não me abandone enquanto ando pelo vale da sombra da morte para que Ele não me abandone enquanto ando por este vale da sombra da vida.
(Dáuvanny Costa)

"Ainda que eu ande pelo vale da sombra da vida, não temerei mal algum, porque tu estás comigo; a tua vara e o teu cajado me consolam" (versículo 4 - alteração minha).