quinta-feira, 13 de agosto de 2009

A PALAVRA

"Nós devemos pregar a Palavra, mas os resultados devem ser deixados sob a boa vontade de Deus... Eu me opus às indulgências e todos os papistas, mas nunca por meio da força. Simplesmente ensinei, preguei e escrevi sobre a Palavra de Deus; outra coisa não fiz.
E enquanto eu dormia ou bebia a cerveja de Wittenberg junto de meus amigos Philipe e Amsdorf, a Palavra enfraquecia o papado de forma tão grandiosa que nenhum príncipe ou imperador conseguiu infligir-lhes tantas derrotas. Eu nada fiz: a Palavra fez tudo."
(Martinho Lutero)

2 comentários:

Lou Mello disse...

É, estamos precisando de um bom Lutero por aqui. Certo?

Luiz Henrique Matos disse...

Excelente. Bom para nos colocarmos no nosso lugar e entendermos, de verdade, qual é o nosso papel e o que só cabe a Ele.