sábado, 4 de março de 2006

Forças

"Algumas forças que impulsionam a vida humana não são explicadas apenas pelos instintos de preservação da vida ou da espécie.
Qual força leva uma mulher a persistir no seu amor maternal?
Qual determinação faz o pobre resistir trabalhando honestamente quando há tantos exemplos de gente que enriquece injustamente?
De onde vem a esperança do pai quando antecipa um futuro melhor para seu filho?
Por que a alegria da mãe da criança excepcional quando vê sua filha sorrindo?
De onde a viúva tira seu esforço em continuar sorrindo para não contaminar suas amigas com sua tristeza?
Como o crente, apesar de todo o mau testemunho da religião, continua amando e servindo a Deus com todo o seu coração?
Essas forças, motivações ou ímpetos não são, digamos, normais. Comumente usamos a expressão de que “há um espírito movendo essas pessoas”."
(Ricardo Gondim, aqui).

Um comentário:

Lou disse...

Cecília Meireles, linda; Ricardo Gondim, em fase mais reflexiva e cadê a Dáuvanny com a beleza e sua reflexão desafiadora?