sábado, 4 de março de 2006

Ousar em fé

Meu coração está rasgado de alto a baixo, Senhor, para tocar o Teu. Procuro-O mesmo que a espera não termine nunca. O coração está pronto. A alma está pronta. Abunde est! *. Todavia ainda não desviei os olhos de mim e permaneço lambendo minhas feridas como um cão machucado.
Os crentes honestos oram por 'fé verdadeira': sua carne deveria estremecer só em pensar nas implicações que isso traz - eu sei.
(Dáuvanny Costa)

* Basta! (Sêneca)

2 comentários:

Lou disse...

A "Fé verdadeira" pode prescindir do "batismo com fogo". Não sei bem o que isso significa. Para meu amigo Zig, foi o afogamento de seu filho Kiko e a tetraplegia consequente. Para mim, pode ter sido o Thomas escravizado à uma cardiopatia congênita complexa. Alguns irmãos em Cristo, perderam filhos, esposas, maridos em doeças incuráveis ou acidentes. Depois disso todos precisaram adquirir uma outra teologia.

marcia disse...

Sei lá, sei que entrei no teu blog depois que te li nos scraps do orkut... me identifiquei... mesmo... com isto que está escrito. Sinto igual.