sexta-feira, 4 de agosto de 2006

Notícias

Notícia: PF prende 23 em Rondônia em operação contra venda de sentenças

A Polícia Federal prendeu deputados, presidente do TJ e outras autoridades em Rondônia, em operação contra venda de sentenças. Segundo a manchete: "Grupo atuava intensamente na dilapidação do dinheiro público". Dentre os presos, muitos têm direito a foro especial, isto é, têm prerrogativas de se verem processados perante o Tribunal de Justiça. Meliantes, contudo, com prerrogativas. Novidade alguma, haja vista os criminosos, nesse país, terem comumente mais direitos que os cidadãos honestos.
Já que o assunto é Direito, cabe lembrar que o Direito é um meio de mitigar as desigualdades, e a luta pelo direito, relembrando Rudolf Von Ihering, é o dever do interessado para consigo próprio. Cabe a pergunta: Até quando o povo suportará a cabeça da hidra chamada corrupção, imoralidade e ilegalidade?
Quid vobis videtur?
(Dáuvanny Costa)

3 comentários:

Lou disse...

Nunca fui e nunca serei político profissional. Mas, de por alguma razão inexplicável me visse na função de governar, minha ênfase seria na justiça e não na economia, como se faz.

Suélen Lopes disse...

Indiquei o seu blog no post do dia 31/08 (Dia do Blog).

Espero que não fique chateada! :)

Saudade!!!

Abraços

Doc disse...

Olá,
Li um texto seu no site Ponto de Encontro "Estou indignada", 29/05/06 do qual gostei muito, porque percebo que cada vez mais pessoas estão falando da sua propria indignaçao. Acho que a Internet será o nosso grande instrumento para gritar aos governantes a nossa insatisfaçao.
Coincidentemente, uma amiga minha, tambem indignada, resolveu redigir uma especie de regras ditadas por nós, os governados, para o futuro Presidente da Republica; anexo a este texto ha um outro que é um abaixo-assinado [nao é pedido o email, apenas o nome da pessoa.
Gostaria de lhe enviar isso para sua apreciaçao e, se possivel, adesao. Precisamos de pessoas indignadas. Gostaria do seu email. Ali poderei lhe dar mais detalhes sobre mim e sobre minha amiga.
Meu nome é Mario Faillace, sou médico e moro no Rio de Janeiro.
Um abraço.