domingo, 1 de outubro de 2006

Voltando...

Há um tempo determinado para todas as coisas e a vida é cheia de surpresas. Surpresas dolorosas tantas vezes; surpresas que podem destruir nossas vidas (ou nos tornar mais fortes). Surpresas que não desejamos. Há outras, todavia, agradáveis. Surpresas que nos fazem sorrir de novo, aquele riso de infância, riso que não sabemos mais rir.
Há um tempo determinado para todas as coisas. Difícil é ter a sabedoria para notar esse tempo. Que ele se faça hoje! Tempo de quebrar cadeias, tempo de restauração, tempo de ir ao parque com a cesta repleta para o piquenique. Tempo de conhecer e desfrutar o novo. Todavia, não há 'tempo determinado para amar', porque esse tempo é sempre. E o amor é sempre o mesmo, sempre antigo, porque é um verbo único que eu não conjugo no passado.
Há um tempo determinado para todas as coisas e talvez (minha única ciência) hoje seja o tempo de escrever novamente nesse blog; e o faço como a mãe que embala seu filho. Com cuidado vigilante. Por isso não escrevo sempre. Palavras são como frutas: não podem ser colhidas verdes nem aproveitam se apodrecidas. Tomo cuidado com as palavras porque Ele é o verbo.
Estive ausente. Circunspecta. Ocupada. Pré-ocupada. Como disse um amigo meu: saí sem deixar bilhete sob a caneca... espero que meus dois leitores possam perdoar-me. O café esfriou. Será que dá tempo de fazer um fresco, fumegante, novo?
Há um tempo determinado para todas as coisas. E chegará um tempo também em que aprenderei a agradecer o carinho dos amigos presentes. Aprenderei a olhar através deles com os olhos da graça que Deus deseja que eu tenha. Aprenderei também a escrever e então, talvez não plante mais esse rabiscos aqui, mas falarei ao coração de cada um.
Há um tempo determinado para todas as coisas. Meu tempo é sempre.

2 comentários:

Luiz Henrique Mello disse...

Seu tempo é e será: sempre.

Você tem dois leitores que comentam seus textos, pois, não têm razões para não fazê-lo. Mas, sem dúvida, muitos lêem sem manifestar-se. Em meu Blog, menos de 5% dos leitores comentam os posts. Sendo assim, seus textos devem ser lidos por um contigente de 40 a 50 pessoas, o que não é pouco.

Mas, deixaremos o café sempre fresco e quentinho para você. Venha quando quiser. Sua escrita é uma realidade, não há nada a provar. Nem que seja para dizer um olá.

Anônimo disse...

minha linda, 1)vc sabe que escreve bem e 2)vc sabe que nao tem só dois leitores. Admiro demais a forma como escreve e sei que nao sou o único, mas fora todo o talento vc tem modéstia e isso me faz cada vez mais admirador. Fico contente d+ que tenha voltado a escrever aqui nos presentenado.
Beijo grande.
Carlos