quinta-feira, 24 de março de 2016

Rumo à ruína

I) Claro que o Brasil está dividido – é fato. De um lado estão os que apóiam o pethê enquanto ele afronta as instituições e agoniza em praça pública. Do outro, os que possuem vergonha na cara!

II) Luiz Inácio culpar a Força-tarefa do Ministério Público Federal e o juiz Sérgio Moro pela crise brasileira é como se atribuir culpa à Polícia pela lotação do sistema carcerário. Escancaradamente vergonhoso.

III) A corregedora do CNJ (Conselho Nacional de Justiça), ministra Nancy Andrighi, negou dois pedidos liminares contra o juiz Sérgio Moro. Um queria seu afastamento da função e o outro, a proibição das divulgações de delações e escutas feitas pela operação Lava Jato. O CNJ ainda julgará seis pedidos para apurar possíveis faltas disciplinares do juiz Moro, mas, por enquanto, é isso: CNJ golpista, Justiça Federal golpista, OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) golpista, MP (Ministério Público) golpista, PF (Polícia Federal) golpista, MPF (Ministério Público Federal) golpista, AJUFE (Associação dos Juízes Federais) golpista, Imprensa golpista etc. Apenas o pethê e seus asseclas são democratas [...].
(Dáuvanny Costa)

Nenhum comentário: